domingo, 18 de janeiro de 2009

Por que você não fala?

*** Baseado em fatos reais ***

Era um ultimato. Ela o encarava do outro lado da mesa. As mãos suando, o corpo trêmulo, mas as palavras eram firmes e ela aparentava uma calmaria que nem de longe era o seu real estado de espírito.

Ele - Por que isso agora?

Ela - Porque eu cansei dessa vida de sombras... dessa vida de sobras... já são 3 anos... será que desperdicei 3 anos?

Ele - Mas eu nunca te enganei... você sabia desde o começo que eu era casado...

Ela - Eu sei...

Ele - E você sempre aceitou...

Ela - Eu sei... mas não devia ter aceitado... eu não estava falando a verdade... agora estou...

Ele – Se você sempre aceitou, então porque a gente não continua como está?

Ela - Eu já te falei... eu quero casar... eu quero ter filhos, eu quero ter a minha própria família... E eu quero que essa pessoa seja você...

Ele - Meu Deus! Olha só o que você está me pedindo...

Ela - Eu tenho que falar... é o que eu estou sentindo. E se você não aceitar, é porque não me ama... nunca me amou... Você me ama?

Ele - ...

Ela - Por que você não fala?

Ele - Você me ama?

Ela - Se eu disser que te amo, você não vai se separar da sua esposa e filhos pra ficar comigo, não é? Sua vida vai continuar a mesma...

Ele - ...

Ela - Tá vendo... você não fala... você não me ama... você não tem nem coragem de dizer que me ama... se você está comigo e com a sua esposa, é sinal de que está faltando algo no seu casamento... você não está feliz... pelo menos não aparenta estar feliz...

Olhou fixamente para ele e as lágrimas começaram a se formar nos olhos, nublando as vistas. A calmaria era só aparente... Levantou-se, deixou R$ 10 na mesa do bar, já que eles sempre dividiam a conta e foi embora.

Ele: - Ana!!! Eu não preciso dizer que te amo... você sabe...

Ela: - Por que você não diz?

Ele: - Nem para a minha esposa eu digo que a amo...

Ela: - Tá na hora de aprender... Acho que a gente não tem mais o que falar um pro outro então, né?

Ele: - Você tá dizendo que não...

Virou-se novamente e foi embora.

Naquele momento, parecia pouquíssimo provável que a sorte lhe sorriria outra vez...
Era cedo demais para ter esperança, mas a vida lhe mostraria que ela estava enganada. Felizmente...

*** Continua ***
Ano passado foi engraçado... Eu tive oportunidade de ficar com duas pessoas casadas: um outro homem e uma mulher, que achei que era apenas minha amiga. A 2a realmente me pegou de surpresa... Eu relatei o caso para uma amiga e ela disse que eu deveria ter ficado com ela (não relatei a possibilidade com o cara, hehehe), pois se ela queria, ela sabia onde estava se metendo. Eu respondi dizendo que gostava de exclusividade. Duas pessoas de meu convívio muito próximo já namoraram pessoas casadas... Vou continuar pensando no assunto, ainda que a possibilidade realmente não me atraia (no momento?).
Música tema: "Too Late, too soon" - de Jon Secada.
*** Boa semana a todos!!! ***

Um comentário:

Pretta disse...

Eita,fz tempo q n passo por aqui.Mas quando venho me surpreendo.
Gostei do que li.
Essa frase (ainda que a possibilidade realmente não me atraia) Me fz relembrar alguns acertos e erros que ja cometir na vida e confesso q quero continuar semprersrsrsrs.Eta vida de surpressas.
Adoro teu blog:)Bjao...:)